Quaquié?!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Vampire Kisses - Laços de Sangue


NewPOP Editora
2008 - 2009
Roteiro: Ellen Schreiber
Arte: REM e Elisa Kwon
#1 a R$6,90 e #2 e #3 a R$10,00
150 páginas por volume, em média.

Dividida em três volumes, essa série, que trata o romance entre a jovem gótica Raven Madison e o vampiro Alexander Sterling, é baseada em uma série de livros de mesmo nome, lançada nos Estados Unidos, assinada pela escritora Ellen Schreiber. Arrisco dizer que a série veio na onda de Crepúsculo e derivados, e duvido que algum grande fã de Ellen Schreiber se pronunciará por aqui para nos dizer se esse meu palpite é verdadeiro ou falso. Irrelevante, de qualquer forma.

Comprei os títulos por estarem em promoção, mas me surpreendi com o material. Nada de tramas originais, claro, mas isso não torna a história menos envolvente. Claro que os personagens são esteriotipados, e que as situações são quase todas clichês, mas não deixam de ser interessantes. A arte também me agradou bastante, pelo menos até o segundo volume.

A história pode ser resumida como um romance entre uma garota gótica e um jovem vampiro que, além dos problemas já esperados, deve resistir a ameça de Claude, primo do vampiro mocinho, e de sua gangue, que ameaçam os amantes enquanto procuram um modo de se tornarem vampiros de verdade. Simples assim.

A arte de REM agrada bastante. Suave e com detalhes caprichados quando necessário, principalmente nos figurinos. Infelizmente, no terceiro volume, a arte passa a ser de Elisa Kwon. Arte bastante inferior se comparada com a de REM, além de muitos quadros passerem ser feitos às pressas e ficarem realmente feios.

A narrativa também ficou muito ruim no último volume. Sinceramente, parece que esse foi feito apenas para a história ter um fim. Não sei exatamente os motivos desse declínio na qualidade do título, mas isso não me agradou nem um pouco. O que é uma pena, pois considerando-se os dois primeiros volumes, a história tinha potencial para me deixar bastante satisfeito.

2 comentários:

Mary Cagnin disse...

Quando comecei a ler o mangá, esperava uma trama mais interessante, mas ela não veio.. as situações são realmente "clichês" e não tem nada q te prenda na história... sem contar o fato da menina namorar um vampiro e a historia de como isso aconteceu não ser contada, fiquei com um ponto de interrogação até o final. Entre as histórias de vampiro que já li, é uma das mais fracas e com certeza dos mais fracos mangás que já li.

Alemão disse...

Normalmente romances me agradam, então sou tendencioso a gostar de Shōjos, como esse. A história realmente peca em vários fatores, como a ausência de explicação para a origem do relacionamento entre Raven e Alexander, como apontou, Mary. Mas nem liguei muito para isso. O que mais me desagradou foi o último volume, mesmo.

Não é nenhuma história incrível, mas também não a achei tão terrível, assim.